ROCK AND ROLL

Free Translation Widget

Rating: 2.7/5 (467 votos)




ONLINE
2






Anos 80

 

O Rock dos Anos 80

 

Os anos 80 chegam com aquele restinho de onda punk.

O gosto da ressaca estava no ar e a nova geração vinha cheia de melancolia, com uma rebeldia mais triste sombria e solitária.

Nas letras, um lirismo que representava muito bem o sentimento dos jovens da época.

Era o pós-punk.

De Liverpool vinha o Echo and the Bunnymen e de Manchester o Joy Division com toda a tristeza do vocalista Ian Curtis que se enforca aos 22 anos de idade. O resto da banda formaria o New Order.

Darks e góticos eram representados pelo Sister of Mercy, The Mission, The Cult e Bauhaus.

Mas, ao contrário de darks e góticos uma galera queria fazer música divertida e dançante. Era o New Wave chegando com roupas coloridas, gel no cabelo e muita alegria, dando um basta à tristeza, à melancolia e à depressão dos jovens que se viram perdidos no espaço musical deixado no final dos 70 e início dos 80.

Os new wave eram B'52, Talkin

As bandas mais famosas nos 80 foram com certeza Smiths, U2 e Cure. The Cure que ainda trazia o visual dark, roupa preta, batons escuros, maquiagem e cabelos arrepiados, liderada por Robert Smith.

Falando em Smith, The Smiths foi considerada por muitos como a melhor banda dos 80, apostando no lirismo das letras de Morrissey e nas guitarras de Johnny Mars.

Os irlandeses do U2, traziam a preocupação política nas letras como em Sunday Blood Sunday.

O Queen que desde o final dos anos 70 já se sugeria como tão populares quanto os Rolling Stones, havia surgido em 73, adotando uma estratégia própria para ocupar uma pesada faixa do mercado mundial.

Com equipamentos de luz e som que passaram a acompanhá-los por todos os continentes, eles vieram mostrar que não estavam na cena do rock para brincadeira.

O Queen teve seu maior auge na década de 80 com o lançamento do Album The Game (80) e Hot Space (82).

Freddie Mercury se intitulava "A Carmem Miranda do Rock".

1978: O garotão Larry Mullen, chegado a uma batera, coloca um anúncio no mural de sua escola em Dublin, convocando músicos para formar uma banda de rock.

Três  rapazes respondem. Nenhum com experiência, mas todos fisssurados pra fazer um som da pesada. Pronto! Está formado o Feedback, que mais tarde já com o nome de U2, vai se consagrar como o conjunto mais famoso da Irlanda.

Os primeiros ensaios são um desastre. Eles não conseguem nem tocar os sucessos dos Talkin Heads ou do Television, seus conjuntos prediletos.

Então o jeito é criar um repertório próprio e se aperfeiçoar como músicos.

Paul Henson (nome de batismo de Bono Vox), deixa a guitarra  para apenas cantar. Dave Evans (The Edge) assume a guitarra desenvolvendo um estilo neopsicodélico. O baixo fica por conta de Adam Clayton e Larry assume a bateria.

O empresário Paul McGuiness vai ver um ensaio depois de muita insistência por parte dos músicos e é o que basta. Agora o grupo mtem alguém pra vender shows e batalhar um contrato para gravar.

1979: Ainda sem disco o U2 excursiona por toda a Irlanda com o show de encerramento sendo realizado em Dublin, com milhares de expectadores. Entre eles um produtor da Island. Conclusão: Ganham um contrato.

Em 1980 saíria o LP Boy com uma salada sonora, com xilofone e ecos, misturados à batida forte e crua do rock e letras sobre a barra que é ser jovem nos anos 80.

October de 81 é mais esotérico e introspectivo, enquanto que War de 82 entra na fase política, opinando sobre o terrorismo em Belfast, do Sindicato polonês: Solidariedade e do perigo do conflito nuclear. O U2 se define como "pacifistas agressivos" e Sunday Bloody Sunday se torna um hino para os jovens.

Acham ridículos os excessos das estrelas do rock e aham bobagem jogar o carro na piscina como forma de rebeliãos. Isso só serve para virar notícia e vender mais discos.

Bono diria: "Não sou bobo, sei que o rock é superficial, mas também sei que tem força e essa força pode fazer um mundo melhor".

Os anos 80 ainda trariam entre outros:

The Pretenders, banda liderada pela vocalista Chrissie Hinde que no início de carreira fazia um rock básico e de forte apelo pop.

Depois de dois bons discos e duas mortes por overdose de heroína, que vitimou num espaço de um ano o guitarrista e o baixista, Chrissie foi em frente e remontou a banda.

 

Back On The Chain Gang

 

http://mais.uol.com.br/view/16203785

 


 

Police, Trio que tinha como líder Sting. A banda conseguiu emplacar vários hits. Entre eles um dos mais famosos foi "Every breath you take". teve também "Every thing she does is magic", "Roxane", e King of Pain". Tinha batidas punks com elementos de reggae e ska no seu som. Em 1986 gravaram "Don't stand so close to me". Já estavam brigados na época e logo depos o trio se desfez.

 

Message In A Bottle

 

http://mais.uol.com.br/view/16203789


 

Bauhaus, que seguia a onda gótica dos anos 80. Tinham um visual cool e seus maiores destaques foram regravações de "Ziggy Stardust" de Bowie e "Telegram Sam" do T.Rex.

 

The Man With the X Ray Eyes

 

http://mais.uol.com.br/view/16203791

 


 

Jesus and Mary Chain. No primeiro disco eles misturaram Velvet Underground com melodias pop açucaradas dos anos 60 e radicalizaram enchendo de distorções e feedback, flertando também com o dark.

Just Like Honey

 

http://mais.uol.com.br/view/16203793

 


 

Sioux and Banshees, banda inglesa que teve bastante destaque no Brasil. A vocalista era muito amiga de Robert Smith do The Cure e em algumas canções havia participação especial. Também seguiam a onda gótica/dark e um dos seus maiores sucessos foi a música "Partys fall". The Passenger de Iggy Pop de 1977 faz parte do repertório da banda.

The Passenger

 

http://mais.uol.com.br/view/16203794

 


 

Pil. A segunda banda do ex-vocalista do Sex Pistols, John Lydon, começou seus trabalhos em 79. A banda teve o que se chama de carreira irregular com destaque para a segunda edição do álbum "Metal Box" de 80.

A música "Rise" do LP de 87 é considerada pelos críticos ingleses uma das melhores canções da década.

Rise

 

http://mais.uol.com.br/view/16203797

 

 


 

Men at Work, grupo australiano totalmente popular no Brasil, sendo a banda preferida de norte a sul.

Emplacou hits como: "Down Under", Who can it be now", "Overkill" e "It's a Mistake", sempre liderado pelo letrista/guitarrista/vocal, Collin Hay.

Who Can It Be Now

http://mais.uol.com.br/view/16203804

 


 Midnight Oil. Outra banda do chamado australian rock. Exemplo típico de um dos fenômenos da década de 80: artistas engajados em causas políticas e sociais. Seus destaques são: "Beds are burning" e "The dead heart".

 

Beds are Burning

 

 

 

http://mais.uol.com.br/view/16204374

 


 

 

Misfits, banda de punk rock americana, na linha dos Ramones, que possuia elementos góticos no seu som e no visual.

Helena

http://mais.uol.com.br/view/16204377

Começou suas atividades no final dos 70, mas nunca fez sucesso algum. Quando a banda acabou em 83 foram ganhando uma impressionante notoriedade póstuma, principalmente por causa de bandas como Metallica e Guns'n"Roses que fizeram covers de suas músicas. Curiosamente apesar de continuar na ativa a banda ficou mais de sete anos sem poder usar o nome Misfits, por causa de um processo movido pelo vocalista e líder da banda Glen Danzig, que havia saído em 83.


 

Dead Kennedys, banda de hardcore de San Francisco. O primeiro disco desses caras é um clássico, Fresh Fruit for Rotting Vegetables, aquele do vinil branco.

A banda foi processada pelo FBI por causa da arte do encarte de um dos seus discos, Frankenchrist de 1984.

Ganharam a causa, porém não resistiram às pressões e o grupo acabou se dissolvendo.

É por causa de bandas como os Dead Kennedys que os cds começaam a ter aqueles selos de advertência para os pais.

California Uber Alles

http://mais.uol.com.br/view/16204380


 

Duran Duran, nome tirado do filme "Barbarella" dos anos 60 que contava com a atriz Jane Fonda.

Formado por Jon, Roger e Andy Taylor e mais Simon Le Bon e Nick Rhodes. "A matter of felling", "Rio", "Save a Prayer" foram seus maiores sucessos.

Reflex

http://mais.uol.com.br/view/16204382


 

A-ha, trio norueguês que revolucionou principalmente a manira de fazer clips musicais.

Um dos seus destaques musicais "Hunting High and Low", também foi um dos maiores destaques visuais (clip). Além dela o trio emplacou "You are the one", "Scoundrel days" e "Take on me".

Take On Me

http://mais.uol.com.br/view/16204383

 


 

B52's, O new wave foi marca presente na geração. As duas bandas de maior expressão fora B'52 comandado por Fred Schnaider (que depois seguiria carreira solo) e as gatas do Go Gos.

Nas danceterias rodava insistentemente "Legal Tender" e "Private Idaho" do B'52. e "Head over hills" das Go Gos.

Legal Tender

http://mais.uol.com.br/view/16204384

 


Culture Club, banda inglesa que tinha a frente o exótico e controverso Boy George no vocal. "Karma Chameleon" foi o maior sucesso em rádios e pistas de dança. Dvido ao problema com as drogas o grupo se desfez em 87.

Karma Chameleon

http://mais.uol.com.br/view/16204385


 

Dire Straits. O mega sucesso "Sultans of Swing", lançado em 1980 fez com que a banda fizesse parte de forma muito forte na década. Em 86, após algum tempo sem gravar, o LP Brothers in ARms mostrou toda a competência e qualidade do grupo,sempre liderado por Mark Knoples. Destaques para "Money for Nothing", "So far away", "Walk of Life", "Why Worry" e "Sultans of Swing".

Walk of Life

http://mais.uol.com.br/view/16204387


 

Oingo Boingo. Oito californianos liderados por Danny Elfman. Seus maiores sucessos foram "Stay", que fazia parte de uma novela, "Dead men's a party" e "Weird science". Tocou no Rio e em São Paulo em março de 1990.

 

Stay

http://mais.uol.com.br/view/16204389


 

Sigue Sigue Sputnik, banda excêntrica/eletrônica da época. "Love Missile" uma música bastante conhecida  nas pistas conseguiu repercussão trazendo a banda para o Brasil em 1989. O vocalista moicano/futurista era Martin Degville.

(Melhor do que assistir ao vídeo, é ouvir apenas a música, porquê os caras são feios demais. Dá medo)

21st Century Boy

http://mais.uol.com.br/view/16204401


 

O Yazoo (conhecido nos Estados Unidos como Yaz) foi uma dupla britânica de synthpop, formada em Basildon, Essex. Eles tiveram algumas músicas no Top 10 britânico no início da década de 1980. Foi formada no final de 1981, pelo ex-integrante do Depeche Mode, o compositor Vince Clarke (sintetizador) e a cantora Alison Moyet (vocal), assinando pelo selo Mute Records, no Reino Unido.

O single de estréia "Only You" (o lado B tinha o hit "Situation"), foi lançado em 15 de março de 1982 e alcançou a posição n°. 2 nas paradas. Yazoo lançou apenas dois álbuns de estúdio: Upstairs at Eric's, em 1982, e You and Me Both, em 1983. No Brasil a música foi lançada em 1984 no LP do disco que foi tema da novela "SOL DE VERÃO''. Pouco depois, Moyet e Clarke decidiram romper com a dupla. Moyet seguiu uma carreira solo, enquanto Clarke fundou o The Assembly (com o produtor Eric Radcliffe) e, logo depois, o Erasure, outra dupla de synthpop (desta vez, com o cantor Andy Bell). O Yazoo se reuniu em 2008 para uma turnê na Europa e nos Estados Unidos com o lançamento de um box set com os maiores sucessos e duas músicas inéditas.

Don't Go

http://mais.uol.com.br/view/16204421


 

Tears For Fears, dupla de irmãos que fez muito sucesso em rádios e pistas de dança. Destaque para "Everybody wants to rule the world" e "Shout".

Woman in Chains

http://mais.uol.com.br/view/16204436


 

Outros destaques da época (não vou colocar a biografia de todos para não me tornar cansativo, apenas o link com a música ao lado).

Depeche Mode - Strange Love - http://mais.uol.com.br/view/16204438

 

The Cult - She Sells Sanctuary - http://mais.uol.com.br/view/16204441

 

 

 

Erasure - A Little Respect - http://mais.uol.com.br/view/16204443

 

Information Society - Repetition - http://mais.uol.com.br/view/16204446

 

 

  New Order - Blue Monday - http://mais.uol.com.br/view/16205506

 

Simple Minds - Alive and Kicking - http://mais.uol.com.br/view/16205479

 

 

Simple Red - Hold Back The Years - http://mais.uol.com.br/view/16205483

 

Pet Shop Boys - Go West (música do grupo Village People -1977)

http://mais.uol.com.br/view/16205489

 

Talking Heads - Lady Don't Mind - http://mais.uol.com.br/view/16205496

 

The Smiths - How Soon Is Now - http://mais.uol.com.br/view/16205499

 

Echo and the Bunnymen - Lips Like Sugar - http://mais.uol.com.br/view/16205503

 

Joy Division - Love will tear us apart - http://mais.uol.com.br/view/16205513

 

Sister of Mercy - Lucretia my Reflection - http://mais.uol.com.br/view/16205524

 

The Mission - Butterfly On a Wheel - http://mais.uol.com.br/view/16205526

 

U2 - New Years Day - http://mais.uol.com.br/view/16205531

 

The Cure - Boys Don't Cry - http://mais.uol.com.br/view/16205529

 

Queen - Radio Ga Ga - http://mais.uol.com.br/view/16205535

 

( Se tiverem outras bandas dos anos 80 em mente, coloquem  a sugestão no Fale Conosco e eu a postarei aqui)

 


Bandas que respingaram em 80:

Pink Floyd - Queen - Iggy Pop - Kiss - David Bowie - Rod Stewart -Supertramp - Van Hallen - Yes - The Clash - Ramones.

Das pistas de dança:

Village People - Genghis Kan - Bee Gees - Gloria Gaynor - John Travolta - Olivia Newton John.

 

Criar um Site Grátis Incrível | Criar uma Loja online Grátis | Sites Grátis | Free Websites | Wordpress e Prestashop Grátis